Página de abertura do sítio > Biblioteca > Ditados > Sentenças de Abul Hasan al-Nuri (“Moradas dos Corações”)

Sentenças de Abul Hasan al-Nuri (“Moradas dos Corações”)

Por Jamal al-Murb Gnosiya

segunda-feira 17 de Maio de 2010

Todas as versões deste artigo : [Español] [Português]


- Há quatro moradas nos corações. Allah deu ao coração quatro nomes: peito, coração, coração profundo (é a sede da gnosis) e o coração recôndito (é a sede da proclamação da Unidade de Allah).

- Proclamar a Unidade de Allah implica afirmar que Allah (al-Haqq: a Verdade) transcende tua própria percepção Dele.

- A gnosis (marifa) implica o conhecimento positivo de Allah através de seus excelsos atributos e de seus nomes..

- A gnosis não é possível sem que se proclame a Unidade de Allah (tawhid).

- Aquele que não proclama a Unidade de Allah não possui a gnosis. E aquele que não tem gnosis (marifa) não tem fé...

- Allah criou uma casa no interior do crente, que se chama coração.

- Allah colocou no fundo da casa o divã da Unidade (tawhid)... Depois plantou na frente da casa a árvore da gnosis, cujas raízes penetram no coração do crente enquanto suas ramas se estendem ao céu.

- Allah abriu na casa do coração uma porta que conduz ao jardim de sua misericórdia.

- Há três corações... O primeiro é o coração do infiel. O segundo é o coração do fiel e é a residência dos sábios... Por último está o coração do gnóstico, que é uma morada cheia de tesouros dignos de um rei...

- Allah tem jardins sobre a face da terra... E estes jardins são os corações dos gnósticos.

- Allah criou no coração do crente sete castelos com cercas e muros ao redor. Ordenou ao crente que se mantivesse dentro desses castelos. O primeiro castelo cercando o ‘rubi’ é o conhecimento místico (marifa) de Allah. O segundo, ao redor do primeiro, é um castelo de ouro, que é a fé em Allah. O terceiro é um castelo de prata, que é a pureza da intenção... O quarto é um castelo de ferro, que é a conformidade com o divino beneplácito. O quinto é um castelo de bronze, que é a execução das prescrições de Allah. O sexto é um castelo de alumínio, que é o cumprimento dos mandamentos de Allah. E o sétimo é um castelo de cerâmica, que é a educação da alma sensitiva.

- No interior destes castelos (no castelo de rubi, que é o mais interior), satanás não tem maneira de chegar até ele.

- O fogo da gnosis queima o apego às coisas deste mundo.

- Há três luzes no coração do gnóstico: a luz da gnosis (marifa), a luz do intelecto (aql) e a luz da ciência.

- Através da luz da gnosis o gnóstico contempla a seu Senhor. O gnóstico sabe que Allah é seu senhor.

. Quando o servo de Allah percebe pela luz da gnosis e pela via da contemplação, vê a Allah através da porta da gnosis. E quando o gnóstico o contempla frente a si, o gnóstico o vê através da porta da glória...

- Quando a chuva da generosidade (divina) cai sobre o coração, a árvore da gnosis (marifa) cresce...

- A fala do coração do gnóstico se ocupa do dhikr.

- A gnosis (marifa) no coração do crente é como uma árvore que tem sete ramos...

- Dez jardins constituem o coração do gnóstico (proclamação da Unidade de Allah, caminho reto, certeza, humildade, legitimidade, bondade, generosidade, sinceridade, contentamento e sabedoria).

- Se o gnóstico chega a encontrar no jardim da proclamação da Unidade de Allah os espinhos da idolatria e da hipocrisia, os arranca e os joga fora...

[notas a partir da tradução de L. López-Baralt]




Enviar uma mensagem

Facebook